Blog

07
maio

11 Dicas de Perfil LinkedIn para Profissionais Sem Fins Lucrativos

Por: Bibiana Beck

A seguir, segue um trecho do Capítulo 6 do livro recentemente lançado Social Media for Social Good: A How-to Guide for Nonprofits (“Media Social para o Bem Social: Um Guia para Sem Fins Lucrativos”).  Estas dicas básicas de LinkedIn para  profissionais de organizações sem fins lucrativos servem como base para “quando” e “se” sua organização está pronta para utilizar Grupo LinkedIn e Páginas para Empresas.

É importante entender que a divisão entre pessoal e profissional não é muito claro no LinkedIn, tanto que é completamente aceitável o uso do LinkedIn para assuntos pessoais durante o horário de trabalho. O tempo que você gasta assimilando o uso do LinkedIn beneficia ambos, sua carreira à longo prazo e seu atual empregador sem fins lucrativos.

A menos que você planeje trabalhar para seu atual empregador sem fins lucrativos para o resto de sua vida, é totalmente possível que durante seu próximo emprego, recrutadores e seu futuro chefe navegarão em seu Perfil LinkedIn. De fato, enquanto seguir as dicas aqui descritas, você provavelmente vai querer ostentar o seu perfil nesta rede em seu currículo. Até então, quando você está defendendo a sua organização sem fins lucrativos onde atualmente trabalha, o profissionalismo de seu perfil reflete diretamente sobre sua organização. Apesar disso levar de quatro a cinco horas, você deve se esforçar e investir o tempo necessário para completar o seu Perfil LinkedIn, a fim de maximizar todo seu potencial. Para criar e então montar um perfil no LinkedIn, acesse linkedin.com/reg/join, depois vá para “Perfil > Editar Perfil” e siga as dicas fornecidas ali. Você também vai querer clicar no seu nome no lado superior direito do LinkedIn e selecionar “Configurações” para configurar sua privacidade e notificações de e-mail.

 

1- Complete o seu Perfil com 100% de Perfeição

Assim que você montar o seu perfil, o LinkedIn mostrará um termômetro indicando a percentagem na qual o seu perfil está completo. Preencha todos os campos até alcançar 100%. Você deve inserir uma breve e concisa biografia ao resumo. Inclua a maioria de sua experiência profissional e todas os cursos que atendeu (inclusive programas de estudo no exterior). Maximize os campos do site e Twitter. Adicione interesses, grupos e associações, e prêmios e honrarias. Também existem seções especiais de seu perfil onde você pode listar certificações, línguas, licenças, proficiências, e publicações. Por razões de segurança, não adicione seu número de telefone ou endereço de sua residência. Conexões poderão contactá-lo diretamente através do LinkedIn Mail. Um perfil que está 100% completo, fornece uma grande primeira impressão sobre os membros do LinkedIn e qualquer pessoa que deva estar à sua procura no Google ou Yahoo!. Perfis LinkedIn são altamente posicionados nos resultados de busca, então certifique-se de que o seu está completo com 100% de perfeição.

 

2- Utilize uma Foto Profissional para o Seu Perfil

O melhor é utilizar uma foto para o seu perfil no LinkedIn que exponha a sua carreira profissional e, não sua vida pessoal ( isto é, fotos que foram tiradas nas férias, com a família, em trajes de fantasia, e assim por diante). Um toque pessoal está OK, mas se você não utilizaria uma foto da página de “Funcionários” do site de sua organização sem fins lucrativos, então não a utilize no LinkedIn também. No espírito de fusão do pessoal com o profissional, você pode ajudar a construir o reconhecimento da marca de sua organização sem fins lucrativos na comunidade LinkedIn, adicionando o Twibbon de sua organização à foto de seu perfil. Também, é importante notar que seu perfil não pode alcançar 100% de perfeição sem inserindo uma foto. A comunidade LinkedIn é cética de perfis sem fotos, achando que estes podem ser spams, então o LinkedIn exige uma foto para a conclusão de seu perfil.

 

3- Personalize o Seu Título

Por padrão, LinkedIn utiliza o título de seu atual cargo como seu “Título Profissional”. Você pode personalizar o seu título e adicionar mais detalhes e personalidade indo para “Editar Perfil”. Quando as pessoas navegam por conexões no LinkedIn, é o seu título que é exibido com mais destaque, então crie isso de forma a obter uma forte primeira impressão e resuma as suas mais valiosas habilidades.

 

4- Preserve o seu Perfil Público LinkedIn URL

Para facilitar a promoção de seu perfil LinkedIn online no seu e-mail e em seu currículo, é decisivo que você vá ao “Editar Perfil > Editar Perfil Público >” e crie o seu perfil público URL. Utilize o seu primeiro e último nomes para otimizar os resultados de busca, tais como linkedin.com/in/heathermansfield. Felizmente, você pode alterar a sua URL mais tarde se necessário, por exemplo, se você se casar e mudar de nome.

 

5-  Faça conexões

Uma vez construido o seu perfil, você está pronto para ir a público. Acesse “Pessoas” e procure individualmente pelo nome, ou importe seus contatos de sua lista de endereços de e-mail. Você pode procurar por antigos colegas de trabalho indo para “Empresas” e também buscar por empresas onde você costumava trabalhar (estes também são acessíveis na visão pública de seu perfil, clicando no ícone da página da empresa próximo de cada um de seus empregadores anteriores). Quando encontrar pessoas que você conhece, vá até o perfil deles e os adicione em sua rede. Finalmente, você deve incluir no seu e-mail de trabalho, o seu Perfil LinkedIn URL à sua assinatura.

 

6- Forneça Recomendações

Exibido em seu perfil, “Recomendações” são como referências, e são altamente apreciadas e muito mais buscadas no LinkedIn. Suas conexões podem escrever um parágrafo ou dois sobre trabalhando com você e sobre seu conjunto de habilidades e atributos profissionais, e vice-versa. Recomendações são, é claro, destinadas a serem positivas. Para obter recomendações, entretanto, na maioria dos casos, têm de se fornecer recomendações. Assuma o compromisso de oferecer uma ou duas por mês. A etiqueta apropriada é retribuir com qualquer um que lhe forneça uma recomendação (embora nem todo mundo faça isso). Não fique chateado se você não conseguiu uma em retorno. Mais do que provável, a pessoa está apenas muito ocupada ou não muito ativa no LinkedIn. Ainda assim, com esperança, dentro de um ano você terá cinco ou mais recomendações.

 

7- Coloque atualizações autênticas – Não Sincronize com o Twitter!

Exibida na “Página Principal” do LinkedIn estão as atualizações que foram postadas pelas suas conexões. O que geralmente você verá ali (e a maioria das pessoas ignoram) são os tweets, fornecidos através de seu perfil pessoal, que têm sido automaticamente postados nas notícias do LinkedIn. Resista à tentação e não automatize! Tweets automáticos apenas tumultuam e muitas pessoas os acham incômodos. Faça o esforço de postar pelo menos uma vez na semana atualizações autênticas. É mais provável que você será notado e receberá comentários e preferências também, quando postar autenticamente. É importante notar que sua mais recente atualização é sempre exibida no topo de seu perfil, então insira atualizações estrategicamente.

 

8-Utilize Aplicações LinkedIn

O LinkedIn possue um pequeno diretório de aplicação que lhe permite expor o seu blog e suas apresentações em PowerPoint diretamente no seu perfil, entre outras coisas. Para navegar nas aplicações disponíveis acesse “Editar Perfil > Adicionar uma aplicação” e insira pelo menos uma aplicação. Elas fornecem muitas cores e vitalidade que podem facilmente roubar a atenção das pessoas que visitam o seu perfil.

 

9- Junte-se, Participe e Mostre seu Grupo LinkedIn em Seu Perfil

Existem dezenas de milhares de grupos no LinkedIn sobre temas que vão desde “O Autismo Fala” até “ Profissionais de Zoológicos e Aquários”. Existem também uma grande variedade de grupos relacionados à rede profissional sem fins lucrativos, busca de empregos, captação de recursos, comunicação e filantropia. Você deve navegar e juntar-se a grupos que são relacionados aos seus programas e missões sem fins lucrativos juntamente com aqueles que são especializados no setor sem fins lucrativos, e então insira links ao seu blog ou site nas discussões ou promoções e envolva seus companheiros. Não se esqueça de monitorar seu tráfego no LinkedIn referente ao seu site e blog. O ritmo clicar-direto no LinkedIn é fenômenal, frequentemente mais alto do que Twitter ou Facebook, desde que o conteúdo seja bom. Provavelmente você também começará a receber mais pedidos para conectar, e possivelmente uma recomendação ou duas, se você está atuante nos grupos. É benéfico para ambas marcas pessoal e sem fins lucrativos consumir algumas horas por mês participando dos grupos. Finalmente, certifique-se de permitir seus grupos (dentro de configurações) em serem exibidos no seu perfil. Os grupos que você participa e exibe em seu Perfil LinkedIn dizem muito sobre quem você é e quais são seus interesses.

 

10-   Experimente com Respostas

Se você adora bater papo online com estranhos, então é válido tentar experimentar com Respostas LinkdIn. Existe uma categoria sem fins lucrativos onde você pode fazer perguntas ou responder questões nas subcategorias relacionadas à captação de recursos para sem fins lucrativos, gerenciamento de sem fins lucrativos, filantropia, e empreendimento social. Quanto mais você participar, mais alto você subirá na lista “Top Especialistas”. No mínimo, participe uma ou duas vezes por mês para ter seu nome publicado no LinkedIn.

 

11- Não Se Envolva com Narcisistas!

Exitem incontáveis especialistas, mestres, estrelas do rock, e gurus no LinkedIn. A grande maioria são atenciosos, cortezes, e prestativos, mas alguns estão acima do topo de sua arrogância e especialidade. As pessoas do setor sem fins lucrativos são em geral modestos e muito bons em manter seus egos sobre controle, mas ocasionalmente você encontrará uma personalidade ultrajante no LinkedIn que adora instigar discussões com as pessoas, alegar superioridade, e constantemente enviar spams para seu grupo. A experiência lhe ensinará que o melhor é apenas ignorar ou bloquear estas pessoas. Quanto mais você os envolvê-los, pior isso se tornará. É raro encontrar tais narcisistas, mas isso é uma experiência única no LinkedIn que pode ser chocante para alguns profissionais sem fins lucrativos quando os encontram pela primeira vez.

Traduzido por Alessandra Chorsky

Texto original: Nonprofit


Comentários


Você poderá gostar também de...