Blog

01
out

10 pessoas inspiradoras do Social Good Summit NY

Por: Bibiana Beck

Nossa semana começou inspirada. Graças ao Social Good Summit NY, que aconteceu nos dias 27 e 28 de setembro, levando tecnologia para resolução de problemas da socidade para a programação da Assembléia Geral das Nações Unidas. O assunto central foram o ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), adotados por 193 países dois dias antes. Para falar a respeito, ativistas, empreendedores sociais e tomadores de decisão ocuparam o palco durante duas tardes, em mais de 30 painéis, que trataram de temas diversos, como migração, saúde, educação, empoderamento feminino, sempre tendo como norte as Metas Globais da ONU. Foi um excelente aquecimento para o Seminário SGB, agenda brasileira do movimento #socialgood, que acontece nos dias 12 e 13 de novembro.

O Social Good Brasil fez uma cobertura em tempo real através do Twitter, trazendo os maiores insights de cada um dos painéis. Foram tantas frases e pessoas inspiradoras, que fazemos questão de eternizar algumas delas aqui.

1. Vivienne Harr
Vivienne Harr

Aos 11 anos, Vivienne é fundadora do Make A Stand, uma plataforma para que as pessoas possam transformar compaixão em ação: da mesma forma que ela fez aos 8 anos de idade, vendendo limonada para libertar 500 crianças em situação de escravidão.

Confira suas principais frases no Summit:

Não pensei nas razões pelas quais eu não poderia acabar com a escravidão infantil, e sim pelas quais eu deveria. (..) Compaixão não é compaixão sem ação. Precisamos fazer alguma coisa. Eu não posso fazer sozinha. Eu preciso de você, e você, e você. Precisamos um do outro. E aí entra a tecnologia. Tecnologia dos conecta. Tecnologia nos une. Tecnologia amplia o nosso poder.” #2030NOW

2. Kumi Naidoo
Kumi Naidoo

Kumi é um ativista dos direitos humanos sul-africano. Ele é o atual chefe da organização ambientalista Greenpeace e falou sobre como frear as mudanças climáticas é uma questão de justiça.

Confira suas principais frases no Summit:

Não há empregos em um planeta morto. (…) A luta por justiça em relação ao clima é a luta por ter de volta a nossa democracria. Os países que mais estão sofrendo com a crise climática são os menos culpados por ela. Só porque algo é reconhecido por lei não quer dizer que seja justo. (…) Não há escolha, tem que ser agora. A janela para ação contra as mudanças climáticas é pequena e está fechando rápido.”

No Seminário SGB, o Greenpeace será representado por Renato Guimarães, no painel “O poder do coletivo para mudar a trajetória do clima”.

3. Freida Pinto
Freida Pinto

Nascida em Mumbai, Índia, Freida é mais conhecida por seu papel no filme “Quem quer ser um milionário?”, mas também é uma atuante ativista pelo direito das mulheres. Em suas falas no painel “Somos todos feministas?”, ela deixou muito clara a sua opinião e a sua luta.

Confira suas principais frases no Summit:

“Queremos incluir homens no feminismo. Estamos falando da humanidade. O que acontece às mulheres, afeta os homens. Igualdade de gênero não só a minha luta. É a luta de cada um nos homens nessa sala. (…) Mulheres precisam reconhecer o seu próprio poder. Quando você tiver algo a dizer, não tenha medo de interromper. Não tenha medo de ser ouvida. (…) Por que somos todos feministas? Porque estamos em 2015 e até hoje ninguém conseguiu apresentar um bom motivo pelo qual a gente não deva apoiar a igualdade de direitos. (…) Gentileza, empatia e ética são importantes para empoderamos umas às outras.”

No Seminário SGB, as mulheres também estarão bem representadas por Anielle Guedes e Camila Achutti no painel “Empoderamento feminino: O que a tecnologia tem a ver com isso?”

4. Patti Smith
Patti Smith

Ativista, música e escritora, Patti começou a militar na contracultura americana nos anos 1960 e sempre teve letras com versos contundentes de cunho político e social, em seu último trabalho abordou também questões ambientais. Participou de um painel sobre a música como um movimento global.

Confira suas principais frases no Summit:

“Eu não vejo essa ações meramente como um show. Eu vejo como poesia, como cultura e como educação. Um artista pode oferecer uma música e sua presença. Mas são as pessoas que tem que marchar e realmente agir. (…) O poder indivíduo é lindo. Mas o poder do coletivo é mudança.”

5. Ashish J. Thakkar
Ashish Thakkar

Ashish é um empreendedor britânico descendente de indianos. Ele é o fundador do Mara Group, que atua em setores estratégicos como tecnologia, serviços financeiros, manufatura, moradia e agroindústria. No Social Good Summit ele participou do painel “Estimulando o empreendedorismo em todos os lugares”.

Confira suas principais frases no Summit:

Empreendedorismo está interligado com diversos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ele é o caminho para resolver vários problemas sociais. O empreendedorismo não é um destino, é uma jornada na qual países em desenvolvimento podem ter um papel importante. (…) A grande resposta para o desemprego é capacitar e inspirar a juventude a emprender, especialmente mulheres e meninas.”

No Seminário SGB, teremos Alexa Clay, que especialista inovação em locais inesperados.

6. Charlize Theron
Chalize Theron

Atriz sul-africana, desde 2008 é a mensageira da paz das Nações Unidas. Charlize também está envolvida em organizações pelos diretos da mulher e é membro ativo do PETA. Além disso, é ativista pela prevenção do HIV e AIDS, assunto do qual foi falar no Social Good Summit. Apresentou a campanha #GenEndIt, que estimula nossa geração a ser aquela que vai acabar com a AIDS no mundo.

Confira suas principais frases no Summit:

“AIDS e HIV são a principal razão de morte em mulheres em idade reprodutiva no MUNDO. Não é só um problema da África, é um problema global. (…) Essa geração é formada pelas pessoas mais energéticas e ativas em seu desejo de mudança. Não seja complacente. Se é algo que te incomoda, use as mídias sociais. Informação pode salvar vidas.”

7. Madeleine Albright
Social Good Summit 2015 - Mashable

Foi a primeira mulher da história a ser nomeada Secretária de Estado dos Estados Unidos, em 1997. Filha de um diplomata tcheco, sua família fugiu para os EUA depois da invasão nazista. É uma mulher que sabe o que é ser migrante e falou muito a respeito desta questão no evento.

Confira suas principais frases no Summit:

“Refugiados e migrantes em geral querem viver no país em que nasceram. Seu desejo não é migrar. Por isso, precisamos de esforços pra resolver os problemas em seus países de origem. (…) Os Estados Unidos são feitos de populações diversas e espero que nosso papel seja ativo quanto a migração. Coloque-se no lugar dos migrantes. Imagine ter que deixar sua vida para trás e ser mal tratado ao tentar reconstruí-la?”

8. Laverne Cox
Laverne Cox

Atriz e ativista, Laverne alcançou a fama na série “Orange Is The New Black”. Foi capa de diversas revistas, sempre levantando a bandeira trans, buscando desmistificar a identidade de gênero e resolver os problemas enfrentados por este grupo. Em um painel muito interessante, que falava sobre a importância de dados sobre a população trans, foi responsável por trazer diversos insights interessantes para a conversa.

Confira suas principais frases no Summit:

“Existem diversas formas e oportunidades onde podemos perguntar sobre identidade de gênero. É o começo para colhermos dados. Contar significa que você reconhece a existência Você pode contar cadeiras, mas não pode contar transgêneros? Isso é um problema. (…) É importante ter dados, para que as pessoas não tenham medo de se identificar como trans.”

9. Hugh Cevans
Hugh Cevans

Hugh é co-fundador do Global Poverty Project, que criou a plataforma Global Citizen, um movimento para lutar contra a pobreza extrema e a favor da resolução dos problemas sociais. Foi um palestrantes do último painel do primeiro dia de evento, e emocionou falando sobre desigualdades.

Confira suas principais frases no Summit:

Todas as vidas são iguais. Quando lutamos contra desigualdade não é um ato de caridade. É um ato de justiça. (…) A maioria das pessoas acha que um indivíduo não é capaz de ter impacto. Precisamos mudar isso. Se realmente acreditamos que é possível acabar com a pobreza extrema, precisamos acreditar que o melhor está por vir.”

10. Anthony Blinken
Tony Blinke

Inovação e diplomacia foram unidos em um painel no Summit. E para falar a respeito disso, Antony Blinken – braço direito do chefe da diplomacia estadunidense – chegou com um discurso empoderador, dando importancia ao indíviduo munido de tecnologia na resolução de problemas sociais globais.

Confira suas principais frases no Summit:

“O poder da diplomacia para mudar o mundo pra melhor não mudou. Mas com tecnologia podemos fazer isso de qualquer lugar. Você não precisa mais trabalhar no Departamento de Estado ou na Casa Branca para mundar o mundo. (…) Precisamos criar mais pontes para que as mentes brilhantes e inovadoras trabalhem com os tomadores de decisões.”

BÔNUS:

Ahmed Mohamed

Ahmed Mohamed

Lembram do menino de 14 anos, que ao levar um relógio feito por ele mesmo para a escola, foi preso por ameaça a bomba? Ele também teve a oportunidade de subir no palco do Social Good Summit em NY já na abertura e ser muito, muito aplaudido. Ele foi o convidado para apresentar o ODS número 9 – Infraestrutura e Inovação. “Sem inovação nosso planeta e nossas pessoas não avançam“. Apoiado, né? 🙂

Não vemos a hora de chegar novembro e recebermos ainda mais insights sobre tecnologia, inovação, resolução de problemas da sociedade e esse mundo que não para de mudar. E tudo ainda mais adaptado a realidade local, com cases e profissionais brasileiros que estão fazendo a diferença. Ainda não fez sua inscrição para o Seminário SGB 2015? Não perca tempo. Clique aqui e garanta a sua vaga.

Garanta sua vaga para o Seminário SGB 2015

Clique aqui para fazer sua inscrição 

 


Comentários


Você poderá gostar também de...