Blog

10
out

Economia Colaborativa: desapega e compartilha

Por: Ilana Cardial

Paula tem uma bicicleta que não usa há mais de um ano e precisa de dinheiro. Rogério quer muito pedalar pela cidade e tem um aspirador de pó parado no canto de casa. Natália está buscando algo que a ajude com a limpeza e tenha um preço acessível. Imagine que todos eles possam fazer trocas e vendas por um preço justo e de maneira rápida. Já sabe onde isso vai dar, né? Os três conseguem adquirir o que querem e liberar o espaço ocupado pelos objetos que não usam mais.

Essa é uma maneira simples de explicar a economia colaborativa em uma situação pontual. No geral, ela está presente na criação, produção, distribuição, comércio compartilhado e consumo de bens e serviços por pessoas e organizações diferentes, de diferentes lugares e culturas. É um modo de evitar o desperdício de recursos e empoderar pessoas, tornando os sujeitos protagonistas do modelo econômico.

Em todo esse processo, colaboração é a palavra-chave. Nessa forma alternativa de consumo, opta-se por trocar e reutilizar, ao invés de comprar e acumular. Com a tecnologia, atitudes como essa ganharam uma escala ainda maior. Através de plataformas online, é possível que pessoas a quilômetros de distância encontrem alguém disposto a realizar trocas e vendas. São estabelecidas conexões do que se oferta e do que se procura.

connections-2099068_960_720

No Brasil, através da OLX, foram movimentados R$81 bilhões em 2016 – valor correspondente a 1,4% do PIB do país. Foi vendido mais de um produto por segundo e cerca de cinco carros por minuto. Ao todo, foram 25 milhões de itens vendidos pela plataforma no ano passado!

Para debater sobre o poder da colaboração nas novas formas de consumo, o Diretor de Marketing da OLX, Pupo Neto, já confirmou presença no palco do Festival SGB 2017! Além disso, a empresa entrou como parceiro prata do evento. Estamos mais do que ansiosos para tê-los ao nosso lado lado falando sobre como ações em conjunto podem causar grande impacto e gerar uma mudança no modelo que vivemos hoje.

Relembrar é viver: aproveita que estamos no assunto e assiste o painel “Economia colaborativa e impacto social: como produzir e consumir consciente pode mudar o mundo?” que rolou no nosso Festival SGB 2015:

Vem pro Festival SGB e saiba mais sobre economia colaborativa. 27 e 28 de outubro em Floripa. Inscreva-se! 😀


Comentários


Você poderá gostar também de...