Comece agora

Comece agora

Seu projeto Social Good
não está aqui?

Envie pra gente
colmeia

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Projeto Colmeia

O Projeto Colmeia quer ajudar você na análise e apresentação de dados.

Ação

Projeto Colmeia

O que é?

O Projeto Colmeia, desenvolvido no Departamento de Economia e Relações Internacionais da UFSC, busca capacitar organizações da sociedade civil na análise e apresentação de dados, com o intuito de fortalecer suas ações. A ideia partiu de duas demandas: da importância de OSCs de avaliarem suas ações como forma de divulgar o trabalho e provar resultados, seja para captação de recursos ou planejamento de atividades, e do interesse dos alunos da UFSC em organizações engajadas em trabalhos sociais.

Como funciona?

Anualmente é ministrado um curso gratuito e presencial de análise de dados e gráficos usando o Software R para alunos e ONGS interessados
Paralelamente, apoiamos organizações da sociedade civil na coleta e organização de seus dados, seja para a utilização no curso, seja para a confecção de relatórios e apresentações para as ONGS.

Qual o público beneficiado?

Estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina e Organizações da Sociedade Civil interessados em análise e apresentação de dados/ gráficos

Quem pode colaborar?

Estudantes da UFSC, movimentos sociais e ONGS interessadas e público em geral na divulgação

Como posso me engajar?

As pessoas podem se engajar, primeiramente, através da divulgação do projeto entre potenciais organizações sociais parceiras.
Além disso, alunos e ONGS interessadas podem se inscrever no curso gratuito de análise de dados (pelo site http://colmeia.ufsc.br/inscreva-se/) que ocorrerá em Setembro na UFSC nos dias 15/9, 22/9, 29/9, 6/10 (Sextas-feiras, entre 8h-12h).

Idealizador

Professor Dr. Daniel Castelan

MaisLar

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Espaço Mais Vida

O Espaço Mais Vida trata-se de um ambiente que busca proporcionar a reintegração de crianças e jovens à sociedade.

Ação

Espaço Mais Vida

O que é?

Somos uma ONG responsável por 60 crianças e adolescentes, entre 0 meses e 17 anos, encaminhadas ao Espaço Mais Vida pelo Poder Judiciário, Conselho Tutelar e Serviço SOS Criança. Fomos o primeiro abrigo com a proposta de não confinamento, reintegrando efetivamente crianças, futuros cidadãos à sociedade.

Como funciona?

O Clima da casa é o de proteção e apoio sem que a criança se sinta privada da liberdade. A Criança/Adolescente é levada a participar ativamente da vida da casa, o que a conduz a substituir a passividade pela autonomia, o papel de criança carente pelo de criança com potencial.

Desenvolvemos trabalhos inéditos que vão além do mote inicial da Instituição, como a ajuda na intermediação para a reabilitação social das famílias que perdem a guarda de seus filhos por estar abaixo da linha da pobreza e não poder dar o básico as crianças, onde levantamos as necessidades desta família e na intermediamos o contato com associações ou empresas com o objetivo de ajudá-los em temas como moradia, emprego e re-educação.

Qual o público beneficiado?

Criança/Adolescente (entre 0 meses e 17 anos)

Quem pode colaborar?

Pessoas e empresas

Como posso me engajar?

Você ou sua empresa podem ajudar prestando algum tipo de serviço (como organização de eventos, engenheiro, eletricista, encanador, entre outros) e contribuindo mensalmente com mais de R$30. As empresas são incentivadas a patrocinar projetos (manutenção e reforma do local) e as pessoas, a serem voluntários.

Idealizador

Sociedade dos Voluntários FEBEM

screen-shot-2016-10-03-at-7.43.04-pm

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Vem do Lixo

O Vem do Lixo é uma plataforma voltada para a gestão correta de resíduo sóligos.

Ação

Vem do Lixo

O que é?

O Vem do Lixo produz conteúdos desde a educação ambiental até a disposição de um mapa que mostra os locais mais próximos do usuário que fazem a coleta de cada tipo de resíduo.

Como funciona?

O usuário mostra o que ele precisa descartar e onde ele está, assim o Vem do Lixo apresenta o lugar mais conveniente pra ele. Eventualmente, fazem as cooperativas passarem na casa do usuário para retirar o resíduo.

Qual o público beneficiado?

Todos, desde o usuário até cooperativas e empresas.

Quem pode colaborar?

Todo mundo!

Como posso me engajar?

Você pode gerir corretamente os seus resíduos, descartando cada resíduo onde deve, e ajudando as cooperativas.

Idealizador

Renato Dallora e Augusto Bardivia

logo_final_

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Bem Me Quer

Bem Me Quer é um aplicativo de combate a relacionamentos abusivos que estimula a visão crítica e ajuda a tomar decisões.

Ação

App Bem Me Quer

O que é?

Relações abusivas se caracterizam por ciclos progressivos de abuso psicológico (repressão moral, invasão de privacidade, manipulação) e violência física. . Tomar consciência de que ações da/o companheira/o podem ser formas de violência é, muitas vezes, um processo demorado em razão da nossa cultura, do vínculo afetivo, do caráter íntimo, cíclico e progressivo dos abusos. A baixa autoestima e o isolamento social, por vezes imposto pela/o companheira/o, facilita a naturalização da violência e afasta do convívio pessoas que poderiam oferecer ajuda e aconselhamento às vítimas.

Como funciona?

No aplicativo a vítima é diariamente convidada a responder sobre como se sente em relação ao outro e relatar se algo aconteceu. Estes dados alimentam gráficos e criam um histórico de ocorrências, explicitando o problema cíclico e reforçando a importância documental das percepções da vítima (prejudicadas pelo isolamento social e naturalização dos abusos).

Qual o público beneficiado?

O público beneficiado é amplo, composto por maioria jovem, que se relaciona e que tenha notado nx parceirx algum comportamento abusivo reincidente (agressividade, manipulação, repressão, humilhação, perseguição ou invasão de privacidade). Há uma tendência histórica de que mulheres, em relações heterossexuais, estejam mais sujeitas aos abusos em decorrência da cultura patriarcal residual que ainda molda estereótipos e dita condutas na sociedade.

Quem pode colaborar?

Vítimas de relacionamentos abusivos dispostas a oferecer depoimentos de suas experiências, ONGs associadas ao tema e também ao movimento feminista e LGBT que possuam profissionais de comunicação, instituições públicas em razão do aplicativo possuir um viés preventivo das variadas doenças e transtornos afetivos decorrentes de abusos, profissionais das áreas da Psicologia, Saúde e Usabilidade de Software, que possam oferecer respaldo técnico sobre a eficiência e sobre o protótipo que está em desenvolvimento. Por fim, qualquer pessoa que se interesse pela causa e que possa ajudar no financiamento e divulgação (futura) da ferramenta!

Como posso me engajar?

O projeto está em fase de protótipo. Qualquer ajuda relativa às necessidades mencionadas no tópico “Quem pode colaborar?”, podem ser encaminhadas por e-mail para karinanishioka@gmail.com

Idealizador

Karina Nishioka – artista plástica e estudante de Administração.

azm

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Revista Azmina

A Revista AzMina é um canal de jornalismo independente, crítico, divertido e gratuito para mulheres de A a Z.

Ação

Revista AzMina

O que é?

AzMina é uma instituição sem fins lucrativos cujo objetivo é usar a informação para combater os diversos tipos de violência que atingem mulheres brasileiras, considerando as diversidades de raça, classe e orientação sexual. Uma de nossas propostas é a Revista AzMina, que é uma revista online e gratuita para dar às mulheres jornalismo investigativo acessível, de qualidade e sem rabo preso com anunciantes.

Como funciona?

Revista AzMina tem um compromisso com as leitoras e leitores, porque o nosso trabalho só é possível graças aos mais de 1000 microfinanciadores que que garantem a liberdade editorial deste projeto. Com menos de 2 anos de existência já nos tornamos referência em jornalismo feminista. Em 2016, o reconhecimento veio na forma do apoio da Ford Foundation (que financiou duas bolsas de reportagem no ano passado) e do nosso primeiro prêmio jornalístico por esta série. Desta vez, AzMina quer financiar 12 grandes séries de reportagens investigativas sobre temas que simplesmente não podem passar batidos.

Qual o público beneficiado?

Mulheres

Quem pode colaborar?

Todo mundo

Como posso me engajar?

Financiando AzMina, apoiando com quanto puder e convidando amigos no projeto.

Idealizador

Nana Queiroz

logo-caindo-no-brasil

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Caindo no Brasil

O Caindo no Brasil quer divulgar histórias de pessoas e iniciativas que querem transformar a educação no país.

Ação

Caindo no Brasil

O que é?

Uma agência de comunicação especializada em educação brasileira

Como funciona?

O Caindo no Brasil tem três frentes de atuação:

– curadoria de projetos: apoio à produções audiovisuais e eventos na curadoria de conteúdo, buscando sempre projetos locais para enriquecer a grade da iniciativa e dar a possibilidade de iniciativas serem conhecidas em outros espaços

– produção de conteúdo: apoio à institutos e fundações para a divulgação de seus projetos em linguagem e formatos mais acessíveis para todos

– projetos autorais: criação de conteúdos com selo Caindo no Brasil para divulgação de teorias, boas práticas e ferramentas que possam fomentar as alternativas educacionais brasileiras. Atualmente, além das redes sociais e site, o Caindo no Brasil tem o livro que conta sobre os principais projetos conhecidos na viagem pelo país e uma assinatura semanal de conteúdos via WhatsApp para usuários aprenderem mais sobre alternativas educacionais brasileiras

Qual o público beneficiado?

Escolas, projetos sociais e ações individuais que estão trabalhando para uma educação de qualidade e para alternativas educacionais que vão além do ensino conteudista

Quem pode colaborar?

Qualquer pessoa pode enviar conteúdos para colaborar

Como posso me engajar?

Apoiando na criação de conteúdos e indicações de boas práticas

Idealizador

Caio Dib iniciou o Caindo no Brasil com um projeto de viagem pelo Brasil de ônibus em 2013 para conhecer iniciativas que fazem a diferença na educação brasileira

muv5c

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Meus Úteis e Valiosos 5 Centavos

Os seus 5 centavos podem mudar uma vida. Participe do Meus Úteis e Valiosos 5 Centavos!

Ação

Meus Úteis e Valiosos 5 Centavos

O que é?

Meus Úteis e Valiosos 5 Centavos, também conhecido como MUV5C (MOVA-SE!), é um projeto social, sem fins lucrativos, promovido e gerenciado por estudantes. O MUV5C parte do princípio de que é possível Fazer Algo por Alguém a partir de pequenas ações e atitudes contínuas de muitas pessoas envolvidas, de modo a impactar e transformar socialmente.

Como funciona?

O MUV5C arrecada 5 centavos, no mínimo, para apoiar, reverter e investir em causas de impacto social. O projeto é divulgado em escolas, faculdades, universidades e organizações, por exemplo. Assim, as pessoas interessadas colaboram com 5 centavos e/ou qualquer outro valor. A cada 10.000 Moedas de 5 Centavos é realizada uma Campanha MUV5C Apoia!. Ou seja, a cada 10.000 M5C estipula-se uma causa, realiza análises prévias, realiza-se as compras e faz-se as entregas dos produtos.

Qual o público beneficiado?

O MUV5C apoia as mais diferentes causas possíveis, objetivando colaborar para o Desenvolvimento Humano, Educacional, Cultural, Social e Sustentável.

Quem pode colaborar?

Podem colaborar quaisquer pessoas e organizações que tenham interesse de envolvimento com ações de impacto social, que gostam de Fazer Algo por Alguém e que gostam de ser Agentes de Mudança e Transformação Social.

Como posso me engajar?

Você pode ser um Colaborador MUV5C. Os estudantes, especialmente a partir do Ensino Médio, podem ser Membros/Voluntários MUV5C. E as Organizações podem ser Apoiadoras, Parceiras e/ou Patrocinadoras MUV5C.

Idealizador

Estudantes