Comece agora

Política

Seu projeto Social Good
não está aqui?

Envie pra gente
14051618_289166881438771_1020036468158016736_n

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

A plataforma Junto

Acredita em inovação e governo como grandes catalisadores de mudanças na sociedade? Então conheça a plataforma Junto.

Ação

A Junto trabalha em três eixos: o primeiro é a promoção de apoios e parcerias entre as iniciativas inovadoras e governo. Isso se dá por um processo de inscrição da inovação, os facilitadores avaliam o teor iniciativa inovadora e como pode alocar no governo e, a partir do diagnóstico, promovemos a interação efetiva. Tecnicamente, isso ainda não é bem definido pois estamos em fase de prototipagem, mas, segundo fontes da Advocacia Geral do Estado, parece que isso tende a funcionar.

O segundo eixo é a produção de inovação para efetividade dos serviços públicos. A Junto, por meio dos seus membros, está empenhada em produzir ferramentas inovadoras para melhorar os serviços públicos e sua capacidade de alcance. Atualmente existe um projeto chamado “Pela-saco”, um “reclame aqui” do governo que permitirá aos órgãos governamentais gerirem seu relacionamento com o cidadão (o conceito é CzRM, Citizen Relationship Management). Porém, nesse momento, estamos mais focados em fazer o primeiro eixo funcionar, para que possamos ganhar endosso e reputação.

Por último, é uma estratégia de marketing de conteúdo atrelado a uma conscientização de inovação no setor público. O blog do site terá conteúdos que remetem ao que acontece de inovação em governo e como as iniciativas inovadoras da sociedade vêm ajudando os órgãos a cumprirem o seu papel.

O que é?

A Junto é uma plataforma que pretende provocar interação entre iniciativas inovadoras da sociedade e órgãos governamentais de diversas temáticas.

Como funciona?

A Junto é uma plataforma de curadoria e aceleração deprojetos inovadores junto aosetor público. Criada em 2016 por alunos de administração pública, a plataforma busca provocar uma maior interação entre iniciativas inovadoras da sociedade, órgãos e entidades estratégicos para atividade do governo como saúde, educação, segurança e entre outras temáticas.

Objetivos

Queremos que instituições de relevância no terceiro setor nos ajude a chegar em negócios que se interessem por parcerias com órgãos governamentais.

Quem pode participar?

O público direto são dois: os órgãos, que poderão otimizar seus objetivos com a inovação, e as inovações sociais (mais propriamente, aqueles negócios com objetivo de causar impacto positivo na sociedade, como os social business). Indiretamente, a sociedade sai ganhando.

Como posso me engajar?

Um exemplo é a própria Social Good e também a Artemisia. Podem se engajar se cadastrando no site ou curtindo a página no facebook. 🙂 #juntaê

Acesse: http://govjunto.org.

Idealizador

Estudantes do curso de administração pública da Escola de Governo.

voluntariado legal

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Voluntariado Legal

Qual nível de legalidade do voluntariado?  Ajude a criar princípios elementares e ementa na Constituição!

Ação

VOLUNTARIADO LEGAL

O que é?

Esta iniciativa tem o objetivo de aprovar uma emenda a Lei 9608/98, Lei do Voluntariado, incluindo os princípios, direitos e deveres do voluntário.

Como funciona

No portal do Senado Federal esta publicado a ideia legislativa. Ao atingir 20000 apoios, a ideia vai para a Comissão de Direitos Humanos para deliberação dos Senadores. É só clicar em apoiar e confirmar na sua caixa de email.

Objetivo

Melhorar e difundir o voluntariado.

Quem pode participar?

ONGs, voluntários, a sociedade em geral.

Como posso me engajar?

Apenas clicar no link e deixar seu apoio.

Idealizadores

Alexandre Galvão

Todo mundo faz

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

#NãoTemDesculpa

Quem faz o certo não precisa de justificativas. Foi para disseminar esta ideia usando o poder das novas mídias que a campanha #NãoTemDesculpa foi criada.

Ação

#NãoTemDesculpa

O que é?

#NãoTemDesculpa é uma campanha criada pela Controladoria-Geral da União (CGU) para alertar e contra as pequenas corrupções do dia a dia.

Como funciona?

Em imagens compartilhadas no Facebook, traz frases usadas para justificar pequenos desvios de conduta e até delitos.

Objetivos

Chamar a atenção e promover a reflexão de que, mesmo pequeno, um erro ainda é um erro. Chamar a atenção para a importância de agir sempre com ética e honestidade. Grande, média ou pequena, todas as corrupções deve ser evitadas.

Qual o público beneficiado?

A sociedade inteira pode se beneficiar com atitudes mais éticas e preocupadas com o bem-estar comum.

Como posso me engajar?

Compartilhando as imagens com sua rede de contatos, para que mais e mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo.

Idealizador

CGU – Controladoria-Geral da União

Maré Vive

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Maré Vive

Um lugar onde todos colaboram para as melhorias de uma comunidade.

Ação

Maré Vive

O que é?

Um canal de mídia comunitária feito de forma colaborativa, por moradores de diversas partes do Complexo da Maré.

Como funciona?

Moradores de diversas partes do Complexo da Maré colaboram voluntariamente com a criação do conteúdo.

Objetivos

Tirar da invisibilidade abusos de poder ou violações que acontecem dentro do Complexo da Maré.

Qual o público beneficiado?

Diretamente, os moradores do Complexo do Maré e adjacências. Mas eventualmente, todas as comunidades periféricas acabam sendo beneficiadas, já que as favelas são irmãs e não deixam de noticiar fatos ocorridos em outras comunidades.

Quem pode participar?

Todas as pessoas.

Como posso me engajar?

Colaborar enviando informações, fotos e vídeos sobre fatos ocorridos no Complexo da Maré ou difundindo a causa. O projeto também procura por financiamento das ações e doação de equipamentos para realizar séries documentais, contando a história de nossa comunidade e seus moradores e também melhorar nossa cobertura jornalística.

Idealizadores

Moradores do Complexo da Maré.

10799400_890955724263134_1371110600_n

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Canal Trocando Ideia

Chega de fechar os olhos para os problemas do mundo. O projeto convida todos a encarar de frente a realidade, como um primeiro passo para uma sociedade mais justa.

Ação

Canal Trocando Ideia

O que é?

Trocando ideia é canal do YouTube, que visa de forma descontraída conversar sobre coisa séria.

Como funciona?

O canal do YouTube traz o quinzenalmente temas sociais, políticos e culturais são debatidos de forma descontraída e de fácil compreensão com verdade e transparência. Convidados como doutores, antropólogos, delegados, políticos, artistas, representantes de movimentos sociais e militância enriquecem o debate com suas especialidades e principalmente, suas experiências de vida.

Objetivos

Criar um senso crítico na sociedade para temas importantes para a cidadania.

Qual o público beneficiado?

Toda a sociedade, o debate sobre o pais, a cidade e o mundo se amplia.

Quem pode participar?

Quem gostou do projeto e não gostaria que ele acabasse por falta de capital!

Como posso me engajar?

Indicando convidados, contatos, divulgando os vídeos e ajudando nos custos do projeto.

Idealizadores

Vitor Suarez

10665242_1534431013455831_667081209434039976_n

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Haiti Aqui

Conheça o portal que facilita a vida de imigrantes haitianos que buscam uma nova vida no Brasil.

Ação

Haiti Aqui

O que é?

Para integrar milhares de imigrantes haitianos que chegam ao Brasil e os que já estão por aqui desde o terremoto de 2010, que matou 250 mil pessoas e deixou 1,5 milhão de desabrigados, o portal oferece um passo a passo de tudo que é mais importante para os novos moradores: como fazer para retirar documentos, trabalhar, estudar e acessar serviços de saúde, tudo em quatro línguas (creole, francês, inglês e português).

Como funciona

O Haiti Aqui explica como conseguir visto, fazer CPF e carteira de trabalho, por exemplo, e também publica ofertas de emprego e de cursos de capacitação. O programa semanal de rádio Voz do Haiti e um chat online ajudam na integração ao novo país e o portal dá visibilidade a uma rede que inclui associações, programas de assistência e haitianos já residentes.

Objetivo

Facilitar o acesso às informações mais importantes e integrar os imigrantes haitianos.

Quem pode participar?

Imigrantes, organizações, empresas, governos, todos que querem colaborar com essa causa.

Como posso me engajar?

Você pode divulgar o portal e colaborar com a rede já existente. Se for de uma empresa pode publicar vagas de emprego e oferecer cursos para esse público.

Idealizadores

Viva Rio

nao aguento quando

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Não Aguento Quando

Empoderar as mulheres expondo as maiores pressões cotidianas sofridas por elas – tudo de forma colaborativa e interativa usando a tecnologia e as novas mídias. Conheça o Não Aguento Quando.

Ação

Não Aguento Quando

O que é?

Não Aguento Quando é um manifesto colaborativo da mulher moderna, um espaço seguro para discussão e reflexão sobre as pressões que a sociedade ainda as impõe.

Como funciona

Através de uma página no Facebook que já conta com quase 140 mil curtidas, são compartilhadas diáriamente artes contando situações e frases que as mulheres estão cansadas de viver e ouvir. O manifesto também conta com uma plataforma na internet, com textos e notícias sobre o empoderamento feminino. As sugestões podem ser enviadas por inbox no Facebook ou pela seção de contato do site.

Qual o público beneficiado?

Mulheres em toda a sua diversidade.

Quem pode participar?

Qualquer pessoa com acesso a internet pode acompanhar o site de conteúdo e a página no Facebook e colaborar ativamente enviando sugestões.

Como posso me engajar?

Compartilhando conhecimento e suas experiências, repassando a mensagem do projeto, compartilhando o conteúdo da página  e defendendo o empoderamento feminino.

Idealizador

Caroline Ferraz, Érica Engelman, Gabriela Pereira, Isabela Taccolini, Luiza Santos, Renata Carignani e Vitória Zepon.