Comece agora

Plataformas colaborativas

Portais e aplicativos colaborativos são oportunidades para você também se engajar em causas sociais. Conheça iniciativas que buscam a participação de pessoas em todo o mundo!

Seu projeto Social Good
não está aqui?

Envie pra gente

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Sem Esculacho

Estamos cansados de abordagens abusivas, repressões a manifestações, flagrantes forjados, agressões, extorsões, prisões arbitrárias, torturas e execuções feitas por agentes públicos no Rio de Janeiro.

Ação

#SemEsculacho

O que é?

Uma nova ferramenta de autodefesa do cidadão carioca contra esculachos.

Como funciona?

Um grupo de ação para ajudar a divulgar essa ferramenta, chegar junto em mobilizações e participar de oficinas e formações sobre o uso de vídeos em abordagens abusivas.

Público beneficiado pelo #SemEsculacho

Todas as pessoas que moram na cidade do Rio de Janeiro.

Objetivos

Parar com abordagens abusivas, repressões a manifestações, flagrantes forjados, agressões, extorsões, prisões arbitrárias, torturas e execuções feitas por agentes públicos no Rio de Janeiro.

Como posso me engajar?

A plataforma vai ser lançada em janeiro, até lá, você pode se voluntariar para participar do grupo de ação.

Idealizador

Meu Rio

Temos que falar sobre isso

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Temos que falar sobre isso

Falar é muito importante. É o primeiro passo para reconhecer um problema, levanta consciência sobre um tema e gera identificação. Pensando nisso, foi criado o Temos que falar sobre isso, uma rede de apoio à maternidade.

Ação

Temos que falar sobre isso

O que é?

Uma plataforma de relatos anônimos de mães que tiveram depressão pós-parto e outros transtornos ligados à saúde mental na materinidade, como distúrbios no período perinatal, dificuldades durante a gravidez, problemas durante a amamentação, perda gestacional, partos traumáticos e violência obstetrícia.

Como funciona?

A proposta é oferecer informação e acolhimento à mães carentes de apoio. O atendimento é feito sem nenhuma burocracia ou comprometimento financeiro.É necessário falar sobre a parte difícil da maternidade, visto que grande parte das mulheres passa por algum tipo de desafio durante este período. E falar é o primeiro passo para curar e dar oportunidades para outras pessoas escutarem e se identificarem, criando identificação e consciência através de uma plataforma digital, entrem em contato com seus sentimentos e procurem ajuda de qualidade em suas regiões.

Objetivos

Apoiar mulheres e ajudá-las a lidar com com suas expectativas em relação a maternidade, que muitas vezes são irreais devido a influência das imagens midiáticas.

Qual o público beneficiado?

O serviço é focado na mulher e no bebê, mas os benefícios se estendem para toda a sociedade.

Quem pode participar?

Profissionais da área da saúde, mulheres que já passaram por dificuldades durante a gravidez e maternidade, além de empresas dispostas a contribuir com o projeto, que possa ampliar sua atuação.

Como posso me engajar?

Qualquer pessoa pode se engajar divulgando o projeto, fazendo chegar a quem precisa de apoio e acolhimento.

Idealizadores

Thais Cimino

bonita

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Bonita Também

Todas as mulheres são bonitas: cada uma a sua maneira. Para empoderar mulheres resgatando sua auto-estima foi criado o Bonita Também.

Ação

Bonita Também

O que é?

Bonita Também é um projeto colaborativo que usa as mídias sociais para divulgar depoimentos de mulheres sobre beleza e autoestima.

Como funciona?

A plataforma é composta por um Tumblr e uma página no Facebook, que buscam dar apoio e referência na construção de sua identidade com imagens que vão além do que a mídia tradicional expõe. Depoimentos podem ser enviados por qualquer pessoa para o e-mail bonitatambem@gmail.com. Cada mensagem postada fica disponível para receber comentários positivos e de incentivo, criando uma rede de apoio e acolhimento.

Objetivos

Usar as mídias sociais para acolher e encorajar mulheres. Uma mensagem verdadeira recebida no momento certo pode mudar um ponto de vista sobre si mesma para melhor.

Qual o público beneficiado?

Mulheres de todas as idades.

Quem pode participar?

Mulheres que desejarem compartilhar sua história, além de pessoas que tem o desejo de buscar inspiração e apoiá-las através de mensagens positivas.

Como posso me engajar?

Qualquer pessoa pode ajudar a divulgar! Basta curtir a página no Facebook e compartilhar os cards de mensagens positivas. Também vale convidar mães, amigas, irmãs e quem mais pode se interessar.

Idealizadores

Teresa Rocha

1907477_376570369196717_469233830054927705_n

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Criativos da Escola – Design for Change

Autoconhecimento, pensamento crítico e colaboração: projeto inspira crianças e adolescentes a desenvolver essas habilidades tão necessárias para o século 21!

Ação

Criativos da Escola/Design for Change

O que é?

Sentir, imaginar, fazer e transformar, usando de verdade empatia, protagonismo, criatividade e trabalho em equipe. Essas são as bases deste movimento que está em mais 30 países, inclusive no Brasil, e que inspira crianças e adolescentes a transformarem suas realidades. Com apoio de professores, as ideias que partem dos alunos se concretizam e eles se tornam agentes da mudança, ao mesmo tempo que exercitam habilidades fundamentais deste século.

Como funciona?

No site é possível baixar um material de apoio e um passo a passo bem prático e envolvente para implementar o projeto com um grupo de crianças e adolescentes. Os grupos também podem participar do Desafio Criativos da Escola, uma premiação que reconhece as melhores dessas iniciativas e está com inscrições abertas até 31 de julho.

Objetivos

Empoderar crianças e adolescentes com as habilidades necessárias neste século: autoconhecimento, boa comunicação, pensamento crítico, colaboração, criatividade, ética e a capacidade de se relacionar com outras pessoas, resolver problemas e tomar decisões.

Quem pode participar?

Educadores, gestores de escolas, crianças e adolescentes de 9 a 15 anos e a população e organizações de cada local onde o projeto se desenvolve.

Como posso me engajar?

Divulgue a ideia, baixe o material de apoio, incentive a criação de grupos!

Idealizador

Instituto Alana

seraqvale

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

SeráQVale

Desenvolva seu senso crítico fazendo parte de uma imprensa livre.

Ação

SeráQVale

O que é?

O SeráQVale é uma plataforma de avaliação de cursos de pós-graduação, mba e instituições.

Como funciona?

As avaliações de cursos de pós-graduação, mba e instituições podem ser acessadas via site. Também é possível fazer uma avaliação através de um formulário, também através do site.

Objetivos

A ideia é que pessoas estão procurando estes cursos possam se beneficiar da avaliação de alunos e ex-alunos e assim possam tomar uma decisão mais assertiva e com base em experiências reais. Atualmente não existe nenhum ranking ou lugar onde se possa consultar este tipo de referência, e o SeráQVale vem com esse intuito!

Quem pode participar?

Ex-alunos, alunos e futuros alunos de todos os cursos de pós-graduação, mba e outros cursos de especialização de todo o País.

Como posso me engajar?

O engajamento se dá no preenchimento da avaliação de um curso através do link. Na avaliação são pontuados itens como experiência, conteúdo, receptividade do mercado, networking, custo-benefício, entre outros, além de perguntas abertas sobre o que foi bom e o que foi ruim. Todas as avaliações são anônimas e não leva mais que três minutos!

Idealizadores

Daniel Kafruni, Patricia Merck e Lucas Kafruni.

LogoCinese1

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Cinese

Sabe o que é crowdlearning? Descubra nesta plataforma, porque todo mundo tem algo a ensinar e a aprender.

Ação

Cinese

O que é?

A Cinese promove o crowdlearning, aprendizagem coletiva de forma livre e acessível. A ideia é que qualquer um pode aprender qualquer coisa, com qualquer pessoa e em qualquer lugar. Tem de tudo, de encontros de meditação a aulas de matemática financeira.

Como funciona?

Os usuários criam seu perfil e propõem encontros temáticos, palestras, aulas, workshops, que podem ser gratuitos ou pagos. Outros se inscrevem para buscar assuntos de interesse. A plataforma tem diversas facilidades, como organização de inscritos para um curso, mecanismos de pagamento seguro e se o curso for legal, pode ter destaque no site e redes sociais da Cinese.

Objetivos

Que todos sejam protagonistas do conhecimento!

Quem pode participar?

Não há limites, todos os interessados podem se inscrever!

Como posso me engajar?

Você pode abrir uma oportunidade de aprendizagem, inscrever-se em alguma, divulgar e também financiar a iniciativa.

Idealizadores

Anna Haddad, Camila Haddad, Gi Camargo, Kezo Okamura, Rafael Nepô e Uiu Cavalheiro.

Caindo no Brasil logo

Gostou do projeto e quer fazer parte desta iniciativa?

Comece agora

Caindo no Brasil

Iniciativa colaborativa reúne soluções criativas que fazem a diferença na educação brasileira.

Ação

Caindo no Brasil

O que é?

Caindo no Brasil é a iniciativa de um jornalista brasileiro, Caio Dib, que viajou mais de 17 mil quilômetros para mapear e divulgar práticas educacionais inspiradoras. O resultado é um mapa digital colaborativo com mais de 100 dessas práticas em vários estados, com a finalidade de empoderar os projetos e as pessoas que os realizam, um livro, um blog e palestras sobre o tema.

Como funciona

Você pode pesquisar na plataforma pelas práticas educacionais e colaborar com o mapa, cadastrando iniciativas que trabalhem com conteúdo e desenvolvimento real para a vida, que tenham impacto na escola e fora dela e se relacionem com a realidade local.

Objetivo

Compartilhar conhecimentos e formar redes para construir uma educação melhor para o país!

Quem pode participar?

Profissionais de diversas áreas que se interessam por educação, professores que estão ou não na sala de aula, escolas, alunos e suas famílias.

Como posso me engajar?

Divulgue a plataforma para que outras pessoas possam cadastrar projetos e colabore também incluindo projetos que você conhece ou faz parte.

Idealizadores

Caio Dib