“Tudo a ver com impacto social”: Camila Achutti é Mestre de Cerimônias do SingularityU Brasil Summit

Fundadora da consultoria em inovação Ponte 21 e da plataforma de educação em tecnologia Mastertech, Camila Achutti é uma das mais jovens empreendedoras a se destacarem no país. Sempre com comportamento inovador, ela é líder do projeto Mulheres na Computação, iniciativa em que encontra uma ferramenta de fazer mudanças positivas na sociedade. “Tenho muita vontade de mudar o mundo e não há melhor ferramenta para isso que a tecnologia. Sei que ela é meu par perfeito”, diz Camila em suas redes sociais.
Foi com o desejo de trabalhar com propósito que Camila se aproximou do Social Good Brasil, no ano de 2015, em uma participação no Festival SGB. Em Florianópolis, Camila ministrou um disputado workshop, onde ensinava aos participantes a programarem seu próprio aplicativo em um dia. Ela também contou para o público do evento sua jornada, que começou ainda no primeiro dia de aula na faculdade de ciência da computação, quando olhou em volta e se deu conta de que estava sozinha: era a única mulher da classe. Então, decidiu criar mecanismos para aproximar as mulheres do universo da tecnologia.
Na semana que vem, Camila será a Mestre de Cerimônia do SingularityU Brasil Summit, evento que reúne os principais líderes e empreendedores do país para receberem capacitações e inspirações das mentes mais brilhantes do mundo quando o assunto são tecnologias exponenciais. É no SingularityU Brasil Summit que Camila entra, mais uma vez, na rede do Social Good Brasil. O SGB é parceiro de impacto do evento, e vai trazer o olhar de como as tecnologias exponenciais podem resolver problemas do mundo, muito além de somente gerarem lucro.
Tecnologias exponenciais para impacto social
Assim como o SGB, Camila Achutti acredita que as tecnologias exponenciais (como a inteligência artificial, robótica, big data e nanotecnologia) são grandes potenciais para as iniciativas de impacto social. Isso, porque o mundo está vivendo essas tecnologias, que estão marcando o presente ao ampliar o alcance e os resultados de organizações sem fins lucrativos e projetos voltados para o bem da humanidade. No futuro, as promessas das tecnologias exponenciais são ainda maiores.
“Pensar que tecnologias podem baratear e escalar processos: tudo a ver com impacto social. Entendo que ainda existe um caminho longo a percorrer para que a capacidade dessas tecnologias seja senso comum, que todos possam se tornar capacitados a criar com tais tecnologias”, diz Camila Achutti.
O Social Good Brasil lançará no SingularityU Brasil Summit o primeiro laboratório de tecnologias exponenciais para impacto social do Brasil. Sobre o lançamento do Laboratório SGB, Camila destaca: “Todos esses espaços [de incentivo a empreendedores] catalisam encontros, que por sua vez catalisam inovações e novos negócios. Muito mais do que recurso e infraestrutura, os laboratórios são forças de atração do ecossistema”.

Social Good Brasil lança primeiro laboratório de tecnologias exponenciais para impacto social do país durante SingularityU Brasil Summit

 


Leia também

Cientista de dados: por que é uma profissão do futuro
Toda organização pode ser orientada por dados?
Como ser data driven pode mudar o mundo?
Caso SGB: como nos tornamos orientados por dados

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support