Empreendedoras sociais mostram como uma vida sustentável pode salvar os oceanos

Thais Stevin e Larissa Kroeff fizeram uma roda de conversa no Festival SGB sobre como empreender ações para ajudar o meio-ambiente
*Por Mariana Lafuente

Você já parou pra pensar em quanto sua rotina e hábitos impactam o meio ambiente?  Experimente por um dia observar a quantidade de lixo que você produz.
A Thais Stevin e Larissa Kroeff perceberam através dos seus trabalhos a possibilidade de criar e atuar na nova cultura do consumo.
A Larissa começou a atuar em 2007, na França, com eventos sustentáveis e participou da elaboração de uma das primeiras políticas públicas nesta área. A partir daí, em 2011, co-fundou a Meu Copo Eco, com a missão de substituir os copos descartáveis para eventos e uma rotina mais sustentável.
Foi também a partir do seu trabalho na indústria da moda que a Thaís decidiu abandonar a carreira e empreender. Em 2016 fez um ano sabático de pesquisas na área da sustentabilidade e a indústria do surf – uma de suas paixões.
Hoje elas contribuem individualmente e dentro das suas organizações com a disseminação do consumo sustentável e responsável, principalmente de descartáveis, levando essa consciência e mudança de paradigmas para muitas pessoas.
Na roda de conversa realizada no Festival SGB “Uma vida mais sustentável pode salvar os oceanos”, os participantes sentavam no meio da sala e contavam um pouco, de forma bem dinâmica, suas ações e feitos nesse sentido.

Qual foi a mensagem central da roda de conversa?

Nós já produzimos 8 bilhões de toneladas de plásticos e 80% disso foi descartado e boa parte está nos oceanos. Essa informação é alarmante.
Existe no Pacífico uma “ilha de plástico” que é formada por 4 milhões de toneladas de plástico. E para agravar, grande parte dos peixes e frutos do mar que consumimos têm micropartículas de plástico.
Nossos hábitos e consumo indisciplinado estão, sim, poluindo o meio ambiente. E aqui entra aquela velha frase: MENOS É MAIS. Não adianta só a gente descartar nas lixeiras coloridas, por que sabemos o quão deficitária ainda é nossa coleta de resíduos, principalmente de recicláveis. A ideia é jogar cada vez menos coisas foras.
Regrinha dos 5Rs: REDUZA | REPENSE | RECUSE| RECICLE | REUTILIZE.

Passos fáceis para diminuir a produção de lixo:

Diminua o uso de plásticos de vida útil curta: canudo, copinhos, pratinhos e talheres descartáveis e plástico filme.
Use ecobags, caixas de papelão e experimente levar seus saquinhos de panos ou potes de vidro para compras a granel.
Reutilize objetos e embalagens.
Fuja dos tabus, preconceitos e velhos hábitos: experimente cotonete de haste de papel, bucha vegetal ao invés de esponjas, coletor menstrual, absorventes e fraldas de panos. Você sabia que um bebê que usa fralda até os dois anos, usou aproximadamente 5.000 fraldas? E elas levam mais de anos para se decompor.
Esse é um movimento de importância global. A conscientização e mudanças de hábitos para impactos mais positivos no planeta, contribuirão para um cenário diferente e uma estimativa de vida melhor para nós e para os oceanos.
*Mariana Lafuente é publicitária e sócia da agência Toró Comunicação de Florianópolis. É idealizadora do perfil @maos_dadas, que tem como objetivo conectar quem ajuda a quem precisa através de iniciativas, compartilhamentos e inspirações para transformar o mundo. 
**Fonte: Menos 1 lixo.

Leia também

22 setembro 2021
Vai encarar um mergulho? Participe da 10ª edição do Festival SGB! E pegue a sua bússola para iniciar...
Ler Mais
16 setembro 2021
Desde o início, o Social Good Brasil buscou o pioneirismo: ao olhar para o que estava acontecendo no...
Ler Mais
16 setembro 2021
O Google é o maior site de buscas do mundo. A ideia veio a Larry Page e Sergey Brin nos anos 1990. Aí...
Ler Mais
10 agosto 2021
As inscrições para o SiSU (Sistema de Seleção Unificado) abriram no início de agosto. O sistema usa...
Ler Mais
28 julho 2021
Desde que iniciei a autoescola e toda a jornada para tirar a CNH, perdi as contas de quantas vezes coletaram...
Ler Mais

Leia também

Manifesto Festival SGB 2021
O que foi tendência no mundo nos últimos 10 anos e como essas temáticas foram abordadas no Festival SGB
Caso SGB: como nos tornamos orientados por dados
4 competências de uma organização sem fins lucrativos orientada por dados

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support