Adriana Barbosa

É a mulher por trás de toda a plataforma Feira Preta. Formada em gestão de eventos, a atuação profissional começou em 1995, na área de comunicação, com trabalhos em emissoras de rádio, produtoras de TV e gravadoras. Percebeu que, enquanto a economia brasileira se desenvolve, também se desenvolve o poder de compra dos afro-descendentes. Com isso em mente, há 18 anos, com pouco mais de 20 anos de idade, a maior feira negra da América Latina, para fomentar os negócios de empreendedores negros e atender consumidores afro ávidos por produtos que remetessem às suas raízes. O projeto se expandiu e hoje Adriana capacita empreendedores por todo o Brasil para desenvolver suas empresas. A Feira Preta é o espelho vivo das tendências afro-contemporâneas do mercado e das artes, além de ser o espaço potente que valoriza iniciativas afro-empreendedoras de diversos segmentos.

Em 2017 foi homenageada junto ao Lázaro Ramos e de Taís Araújo como os 51 negros com menos de 40 anos mais influentes do mundo segundo o Mipad, premiação mundial, reconhecida pela ONU. O ano de 2019 foi bastante especial, pois Adriana Barbosa venceu a categoria Troféu Grão do Prêmio Empreendedor Social promovido pela Folha de São Paulo, com a aceleradora Pretahub e também vencedora da categoria Empreendedorismo e Negócios do Prêmio CLAUDIA 2019, recebendo o troféu de Luiza Trajano do Magazine Luiza, e em janeiro de  2020 ganhou o Prêmio Estado de São Paulo para as Artes, da Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa, na categoria cultura urbana.

Conheça os outros palestrantes do Festival 2020