Primeiros passos do Social Good Brasil Lab

Social Good Brasil Lab

Já imaginou um ambiente verdadeiramente propício para inovação, em que há liberdade para testar, errar e aprender? Um espaço para acessar diversas ferramentas úteis e práticas no momento mais adequado de seu projeto? E onde existe um olhar especial para os modelos mentais e habilidades para inovação, muito além da técnica? A nossa equipe sonha com esse espaço há algum tempo, no formato de um laboratório de ideias geniais que utilizem a tecnologia para aumentar o impacto social positivo: o Social Good Brasil Lab.

O Lab (como carinhosamente o chamamos) está em fase de desenho, mas já podemos adiantar que ele será destinado à massa criativa que o o nosso programa vem inspirando com ações como o Seminário Social Good Brasil e a nossa presença na internet.

Acreditamos que existe um abismo de apoio para empreendedores na fase entre a ideia e sua prova de conceito. Queremos que aquela ideia que ficou no papel por tanto tempo, saia e tome vida: que seja testada e validada, que se erga e caminhe por si só.

Conversamos com nossos parceiros Fundação Telefônica Vivo e o Instituto C&A e com alguns especialistas (parceiros e Links Social Good) a respeito desse nosso sonho. Escolhemos duas dessas conversas inspiradoras para compartilhar com vocês.

Primeira validação: o problema que dá início à startup

A primeira coRafaelAssuncaonversa foi com o Rafael Assunção, Link Social Good, mentor, investidor anjo e co-fundador de startups. Como o Lab prevê uma série de validações de ideias, levamos as nossas ao Rafael, que é referência em modelos enxutos de desenvolvimento, para ver o que ele achava do desenho inicial do Lab. Nada mais justo do que validar nossa própria ideia, não é mesmo? 😉

O Rafael disse que no modelo de startups com o qual ele trabalha a validação das ideias é constante, de semana em semana, para que num prazo curto as ideias possam validar todos os seus aspectos e se tornar cada vez mais um projeto consolidado. Ele atentou para o fato de que a primeira validação que deve ser feita é a respeito do problema do qual a startup partiu, para saber se realmente é algo significativo e que pode gerar algum valor para os possíveis usuários e consumidores do produto.

Ele citou a lógica do “Effectuation”, que estudou como empreendedores de sucessos pensam e fazem, e esses normalmente definem novas propostas de valor a partir da interação e empatia profunda com o contexto de um mercado, que precisa urgentemente de uma solução para sua “dor”. Essa proposta de valor bem definida é a base estrutural do projeto, que permitirá a construção de mais hipóteses e suas validações.

Projetos prontos para aceleração

A segunda conRenato Kiyamaversa foi com outro Link Social Good, o Renato Kiyama, diretor da Artemisia e mentor de startups. Uma das premissas do Lab é que as ideias saiam prontas para aceleração, por iniciativas como a própria Artemisia. Assim como existe o conceito de investiment readiness (um projeto preparado para um investimento), queremos utilizar um conceito análogo de accelerator readiness (um projeto preparado para a aceleração).

Para definir em que ponto queremos que as ideias que passam pelo Lab cheguem, perguntamos ao Renato quais características a Artemisia busca nos negócios sociais a serem acelerados. Esses são alguns critérios:

  1. O perfil da pessoa e sua equipe, evitando empreendedores sozinhos;
  2. As realizações dessa pessoa ou grupo, incluindo experiências de sucesso e de fracasso;
  3. O potencial de receber investimento de um fundo posteriormente, mesmo que o negócio não tenha interesse;
  4. O alcance de mercados de “bilhões”, com uma tese clara de mercado e de impacto social.

Sugestões de quem já tem ideias

Além dessas duas conversas, convocamos também os finalistas da categoria Social Good Brasil do Festival de Ideias 2012 para expormos nossas propostas e recolher os feedbacks de quem é realmente nosso público: os criativos que têm uma ideia para utilizar as tecnologias para causar impacto social e que procuram parcerias e incentivo para realizar suas ideias.

Bruno SGB Lab

A conversa com alguns deles foi ótima. Eles comentaram que seria interessante ter um lugar onde pudessem trocar suas experiências e se inspirar uns com os outros. Um espaço para mentoria e assessoria dessas ideias. Nossas principais experiências de cocriação vieram dessa experiência com o Festival de Ideias, e com certeza teremos os finalistas por perto para mais conversas e validações do Lab.

O Social Good Brasil Lab está validando suas próprias hipóteses e cada uma dessas conversas inspiradoras enriquece muito nossas propostas, colocando nossas ideias à prova de profissionais mais competentes e experientes.

Estamos focados nesse desafio! O piloto do Lab será lançado em Florianópolis no segundo semestre, com intenção de replicação nacional em 2014. 🙂 Poderão participar ideias que futuramente tornem-se iniciativas sociais, ONGs, negócios sociais, etc.

E você, o que espera do Lab?

Agradecemos a todos pelas conversas e abrimos um espaço aqui para você também contribuir com o Lab! Compartilhe sua opinião conosco, escrevendo abaixo nos comentários! Em breve mais notícias!