Qual a relação entre tecnologia e saúde mental?

Quanto tempo você passa em frente às telas? Nós passamos boa parte do dia na frente do smartphone e do computador. A pandemia foi um fator que aumentou essa exposição, já que quase tudo passou a ser virtual. 

Não tem como dissociar nossas vidas desses aparelhos, e por isso mesmo é preciso parar para refletir como tecnologia e saúde mental estão relacionadas.

 Assim como tudo na vida, o equilíbrio é importante, pois o uso desses dispositivos pode ser tanto positivo, podendo ajudar o outro, quanto negativo, afinal o avanço tecnológico pode causar um forte impacto na saúde mental.

Leia esse artigo para saber mais sobre saúde mental e a influência da tecnologia!

Qual a relação entre tecnologia e saúde mental?

Com avanço tecnológico muita coisa mudou no cotidiano das pessoas. Você pode conhecer o mundo todo, conversar com quem está distante, e ter informações de qualquer lugar. Esses são apenas algumas coisas que podemos citar, mas quando pensamos em tecnologia e saúde mental, não podemos ignorar outros aspectos.

O que aproxima, também afasta, já que muitos acabam se privando de experiências reais. As redes sociais expõem toda a vida dos usuários e colocam um padrão altíssimo que a grande maioria não consegue cumprir.

Mas é importante ressaltar que a tecnologia pode, e deve, ser usada para melhoria da saúde física e mental.

É nesse espaço que temos acesso a conteúdos educativos, cursos, telemedicina, informações sobre vacinação, entre outras coisas. Ou seja, pode ser uma aliada e por isso mesmo devemos ficar atentos ao que consumimos na internet.

Tecnologia e saúde mental: a busca pelo equilíbrio 

Tecnologia e saúde mental não são inimigas, mas é preciso encontrar o equilíbrio para que elas possam ser aliadas.

Indo ao encontro desse pensamento, é possível que a tecnologia auxilie na promoção da melhora na saúde mental, onde você pode procurar atendimento psicológico on-line, por exemplo. Essa ferramenta é muito importante para aqueles que por um motivo ou outro não conseguem ir presencialmente ao consultório.

Além disso, existem muitos profissionais que disponibilizam de graça conteúdos de qualidade e que podem ajudar no dia a dia. Mas lembre-se de seguir pessoas qualificadas para o assunto, formado na área e, sempre que possível, confira as referências. Fique atento as Fakes News

Existem também aplicativos que podem te ajudar com exercícios para controlar aspectos como ansiedade e estresse. Você pode fazer meditação, ouvir músicas relaxantes, enfim, muita coisa que pode trazer melhorias no seu dia a dia.

Além disso, existem grupos de apoio para quem está passando por dificuldades na saúde mental, e até mesmo psicólogos que oferecem serviços mais em conta para quem está com dificuldades financeiras.

Ou seja, existem muitas maneiras positivas de usar a tecnologia, ela não é nem vilã, nem mocinha. Precisamos aprender a fazer bom uso do que temos disponível.

Tecnologia e saúde mental para jovens

Nessa busca por equilíbrio, não podemos esquecer de quem é jovem demais para tomar decisões sozinhos. É importante que os pais e responsáveis estejam alertas nessa questão e que haja diálogo entre jovens e adultos.

A família tem papel fundamental na construção de uma boa vivência nos meios digitais e ficar atento aos sinais que podem ser demonstrados no comportamento dos adolescentes.

Talvez seu filho esteja passando tempo demais na internet e isso esteja prejudicando o sono e consequentemente, o desempenho escolar e de outras atividades.

Pode haver também episódios de bullying que afetam diretamente a saúde mental. E pode ser que precise de um auxílio profissional para avaliar melhor a situação.

E para te ajudar a entender um pouco mais sobre saúde mental, separamos algumas dicas de vídeos.

Dicas de vídeos para saber mais sobre tecnologia e saúde mental 

Para finalizar de maneira prática vamos te indicar três vídeos que vão mudar sua visão em relação a tecnologia e saúde mental. 

Confira a lista e assista!

  1. Vá devagar: um papo sobre Slow Content 

A expressão “Slow Content” se refere ao hábito de priorizar a qualidade do que a 

quantidade quando se fala em produção de conteúdo. Esse vídeo é um painel do Festival SGB 2020, uma conversa entre os criadores e especialistas em redes sociais, MM Izidoro, Sue Coutinho, André Carvalhal e Beatriz Guarezi. Todas essas pessoas incríveis falaram sobre a importância de aderir ao estilo de vida slow content para ter uma saúde mental de qualidade na era digital.

  1. Ansiedade e depressão na pandemia: como lidar? 

Saúde mental, autoconhecimento e a importância de se cuidar. Nessa conversa apresentada no Festival SGB 2021, os protagonistas foram Dani Arrais, Wilson Gonzaga, Wemmia Anita e Rodrigo Borges. Já estamos entrando no terceiro ano de pandemia, essa que piorou a saúde mental e emocional de 53% dos brasileiros. O uso das tecnologias podem ser usadas para promover o bem coletivo e nas descobertas do autoconhecimento.

Leia também

15 setembro 2023
O Festival Social Good Brasil 2023 já tem data marcada e local confirmado para acontecer neste ano...
Ler Mais
08 setembro 2023
Com a enorme quantidade de dados sendo gerados diariamente por todas as pessoas de uma organização,...
Ler Mais
01 setembro 2023
Todos os dias, em todas as profissões e funções existentes no mercado de trabalho, de alguma forma...
Ler Mais
25 julho 2023
Cocriação de Camila Ignacio e Maria Queiroz* Você pode não saber, mas, provavelmente, conhece e...
Ler Mais
25 julho 2023
As eleições no Brasil tem uma longa história, que começa muito antes da criação da urna eletrônica...
Ler Mais

Leia também

Como o Big Data Analytics tem auxiliado empresas a analisar seus dados?
O que são as competências digitais e qual a importância nas empresas?
Eleições no Brasil: qual história os dados ajudam a contar?
Segurança de dados no dia a dia: saiba como se proteger

4 Comentários

  1. Importante e atual a relação entre tecnologia e saúde mental, destacando a importância de encontrarmos equilíbrio em nosso uso diário desses dispositivos. Além disso, o artigo também traz dicas valiosas sobre como utilizar a tecnologia de maneira positiva, como por exemplo, por meio de aplicativos de meditação e grupos de apoio. É essencial lembrar que a família tem um papel fundamental nesse processo, principalmente quando se trata de jovens, e que a busca por Slow Content pode ser uma excelente estratégia para manter uma boa saúde mental na era digital.
    https://tudogosto.com.br/

  2. Um convite para refletir sobre o papel da tecnologia na promoção da saúde mental. Em um momento em que muitas pessoas estão enfrentando desafios emocionais e psicológicos, é importante buscar soluções inovadoras para cuidar da saúde mental e melhorar a qualidade de vida. O artigo destaca iniciativas interessantes que estão utilizando a tecnologia para oferecer suporte e tratamento para pessoas que sofrem de problemas mentais, e traz uma mensagem de esperança para aqueles que estão buscando ajuda. Parabéns à Social Good Brasil por trazer à tona essa discussão importante e por inspirar a criação de soluções inovadoras para cuidar da saúde mental.

  3. “A expressão “Slow Content” se refere ao hábito de priorizar a qualidade do que a quantidade quando se fala em produção de conteúdo.” Também na vida, a qualidade de nossas vivências faz toda a diferença no processo de autoconhecimento e evolução. É importante lembrar que não estamos em uma competição, mas construindo uma vida real , e as ferramentas digitais são acessórios para essa construção. “Ter uma saúde mental de qualidade na era digital”, faz toda a diferença!!!
    Parabéns pela clareza com que a matéria trabalha o assunto!!!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário

Orgulhosamente desenvolvido por:

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support