Instituto Sabin oferece bolsa para iniciativas em saúde participarem do Laboratório SGB

O Instituto Sabin, em parceria com o Social Good Brasil, oferece uma bolsa integral para negócios e organizações de impacto na área da saúde que se interessarem em participar do Laboratório SGB. O programa visa capacitar iniciativas para a implementação da cultura analítica dentro dos negócios e o uso de dados para tomada de decisão e solução de problemas sociais. A organização selecionada deve estar em fase de crescimento e atuar em qualquer uma das frentes que geram soluções na saúde brasileira. As inscrições para o Laboratório SGB vão até o dia 21 de outubro.

“Inovação Social é o propósito de atuação do Instituto Sabin, por isso somos parceiros do Laboratório do SGB. Iniciativas como esta são fundamentais para fomentar soluções de impacto social para os desafios de nossa sociedade”, expressa Fabio Deboni, Gerente Executivo do Instituto Sabin. O Laboratório SGB possui uma metodologia única desenvolvida pelo Social Good Brasil sob a liderança da cientista de dados Dierê Fernandez. Além disso, o Social Good Brasil é líder do Movimento Data for Good no Brasil, movimento que orienta organizações a usarem a ciência de dados para inovar e aumentar a eficiência e a efetividade do trabalho social.

De acordo com o Mapa de Negócios de Impacto Social, a saúde é a área escolhida para a atuação de 10% das organizações de impacto. Elas são criadas para gerar soluções escaláveis para os problemas no setor, e atuam em segmentos como a facilitação do acesso ao serviço, complementaridade de serviços do SUS e oferta de serviços de informação e promoção de saúde. O Brasil possui uma oferta de somente 19 médicos para cada dez mil habitantes. O número é bem inferior àquele considerado como a infraestrutura mínima pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de 30 médicos para cada 10 mil pessoas.

 

 

Como funciona o Laboratório SGB

As organizações que participarem do Laboratório SGB sairão com conhecimento para captar, filtrar, interpretar e transformar dados em ações. As iniciativas podem estar em qualquer nível de entendimento sobre dados, sem distinções entre maturidades na cultura analítica. O público alvo do programa são ONG’s, startups de impacto, negócios sociais, cooperativas, coletivos e movimentos, que passarão pela capacitação em três etapas:

ATIVAÇÃO: etapa online na qual os participantes aprofundarão o desafio que será trabalhado ao longo do Laboratório.

IMERSÃO: etapa presencial em Florianópolis na qual os participantes viverão um intenso bootcamp que conectará as organizações e negócios para impulsionar o aprendizado e proporcionar trocas ricas e profundas entre os participantes, com exercícios práticos e apoio de mentores especialistas.

NA PRÁTICA: etapa de implementação da solução desenvolvida na imersão que contará com o suporte de uma rede de mentores e especialistas.

 

 

CALENDÁRIO

Inscrições: até dia 21/10

Aviso de selecionados: 25/10

Pagamento: 25/10 a 02/11

Início do Laboratório

Ativação online: 05/11 a 23/11

Imersão (em Florianópolis): dias 26,27 e 28/11

Encerramento presencial (opcional): 04/12, na Fundação Telefônica Vivo em São Paulo